Santos Brasil inicia cobrança de no-show a partir de amanhã, 1º de fevereiro

31/01/2018
Imagem indisponível

Os transportadores que operam cargas no terminal da Santos Brasil devem ficar atentos. A partir de amanhã, dia 1º de fevereiro, a empresa passa a cobrar os serviços de reagendamento de veículos no Tecon Santos e em seus recintos alfandegados. De acordo com o terminal, a nova prática tem por objetivo garantir o fluxo adequado de caminhões e o bom atendimento. A cobrança só será aplicada àqueles veículos que não comparecerem no horário planejado, havendo a necessidade de realização de novo agendamento.

Segundo a Santos Brasil, a janela de tolerância da empresa é de até duas horas antes e até duas horas depois do horário marcado. Caso o veículo chegue nesse intervalo, não haverá incidência de cobrança. Em reunião com o diretor de Operações do terminal, Marlos Tavares, realizada em agosto do ano passado, a diretoria do Sindisan havia destacado a necessidade do cumprimento da Resolução DP 83/2014, da Codesp, que determina este prazo de duas horas antes e duas horas depois do agendamento.

A empresa informa ainda que, se o pedido de cancelamento, de reagendamento ou de reedição (alteração do registro com cancelamento da janela) for feito até 30 minutos antes do horário agendado, também não haverá cobrança.

A cobrança será endereçada ao dono da carga (importadores e exportadores). Não haverá bloqueio de agendamento para clientes que efetuam pagamento à vista e que tenham descumprido o horário. A cobrança será feita via NF complementar.

O serviço de reagendamento de veículos consta em tabela pública informada no site da companhia (www.santosbrasil.com.br) desde 01 de dezembro de 2017. Fonte: Santos Brasil e Sindisan.