Sindisan, ABTTC e AMA relatam acidente e BTP cancela no-show de empresas prejudicadas

12/03/2018

Um acidente ocorrido no dia 22 de fevereiro, na rua Antônio Alves Freire, no bairro da Alemoa, causou a interdição no trânsito e trouxe reflexos para muitas empresas de transporte. Um dos problemas causados foi a impossibilidade de chegar ao pátio da Brasil Terminal Portuário (BTP), o que fez com que estes transportadores recebessem cobranças de no-show.

Diante da situação e tendo o acidente como argumento, o Sindisan, a ABTTC e a AMA elaboraram um ofício conjunto detalhando a situação aos representantes do terminal. Após análise do ocorrido, o gerente da BTP Alexandre Reali enviou comunicado isentando as transportadoras do no-show nestes dias. Sem identificar o caso, Reali destacou: “analisamos detalhadamente todos os agendamentos nos dias 22 e 23 de fevereiro e notamos que apenas uma transportadora trabalhou fora da normalidade. Acreditando nos problemas reportados e em respeito às entidades signatárias deste referido ofício, a BTP está de acordo em isentar as cobranças de “no show” nos dias 22 e 23 de fevereiro”.

O presidente do Sindisan, Roberto Varella, destacou a importância desta integração entre os terminais e as entidades. “Eles já estiveram no Sindisan e se colocaram à disposição para avaliar situações de anormalidade, como foi o caso. Este é o melhor caminho”, finalizou.

Clique no link e confira a íntegra do ofício:

http://sindisan.com.br/ckfinder/userfiles/files/Oficio%20Conjunto%20ABTTC-AMA-SINDISAN%20-%20BTP.pdf

Fonte: Sindisan.