Artesp assina acordo de cooperação técnica para modernizar sistema de arrecadação eletrônica de pedágios de rodovias do Espírito Santo

09/04/2018

A ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) assinou, na última quarta-feira (4 de abril), acordo de cooperação técnica com ARSP (Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espirito Santo). O acordo permitirá o compartilhamento da mais moderna tecnologia adotada pela Agência paulista no sistema de arrecadação eletrônica de pedágios, o padrão de 915 MHz. O modelo, mais eficiente e mais barato, viabiliza a redução de custos tanto de implantação nas rodovias quanto de adesão para os usuários, permitindo a ampliação da adesão ao sistema eletrônico.

O Estado de São Paulo é pioneiro na utilização de tags com chip na radiofrequência de 915 MHz, padrão previsto para o Sistema de Identificação Automática de Veículos (SINIAV), a ser adotado em todo o território Nacional. Na prática, ao padronizar os sistemas de arrecadação automática de pedágios na malha viária, a tecnologia estabelecida pela ARTESP para as 22 concessionárias de rodovias paulistas possibilitará que os motoristas em viagens utilizem o mesmo equipamento e a mesma operadora em rodovias federais e de outros estados.

A adoção do modelo 915 MHz foi iniciada pioneiramente em 2012 acompanhada da abertura do mercado paulista para novas operadoras o que reduziu os preços e ampliou a oferta de novos planos, inclusive pré-pago e sem taxa de adesão ou mensalidade. A medida ampliou a adesão dos motoristas paulistas e hoje 56% dos pagamentos de pedágio já é feito pelo sistema automático nas rodovias do Estado.

Além de reduzir os custos do serviço de pagamento eletrônico, essas medidas possibilitaram a implantação da cobrança de pedágio por trecho percorrido – inédito no país, em São Paulo denominado Ponto a Ponto. O Estado de São Paulo possui hoje 2,8 milhões de clientes ativos, com 3,9 milhões de tags instalados em veículos.

Além desse convênio com a ARSP, a ARTESP já havia firmado acordo semelhante com a AGEPAR (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná), em 2014, para troca de informações e compartilhamento de tecnologia nos sistemas de arrecadação automática de pedágio. Fonte: Artesp.