Nova radiografia do roubo de cargas em SP 31 trechos de maior risco em 11 rodovias

Os pontos mais críticos da ação das quadrilhas de roubo de cargas no Estado de São Paulo foram mapeados pelo SETCESP em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP). A radiografia mostrou que existem 31 áreas de risco espalhadas por 11 rodovias. Conheça os trechos de estradas paulistas com maior incidência deste tipo de crime; O SETCESP e a FETCESP, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), realizaram um levantamento de dados estatísticos que apresentam um quadro com os pontos de maior incidência de roubo de cargas no Estado. O trabalho visa a facilitar a ação das polícias e alimentar o serviço de inteligência no combate ao crime. As rodovias mais vulneráveis ao roubo de carga são a Dutra (BR-116); a Régis Bittencourt; a Fernão Dias; a Dom Pedro I (SP-065); a Airton Senna (SP-070); a Anchieta (SP-150); Raposo Tavares (SP-270); Castelo Branco (SP-280); Washington Luiz (SP-310); a Anhanguera (SP-330) e a Bandeirantes (SP-348).